Mundo

Como evitar riscos do ‘Hard Brexit’? Reino Unido pondera colocar mais dinheiro em circulação

O ministro do Tesouro britânico, Philip Hammond, considera que é fundamental ter um plano B para a saída da União Europeia, sobretudo agora que as negociações estão presas nos temas em que o bloco europeu considera prioritários.

O ministro do Tesouro, Philip Hammond, afirmou que vai começar a pôr mais dinheiro em circulação no Reino Unido para preparar o país para o caso de as negociações do Brexit não avançarem até ao início do próximo ano. Philip Hammond considera que é fundamental ter um plano B para a saída da União Europeia, sobretudo agora que as negociações estão presas nos temas em que o bloco europeu considera prioritários.

“Vão haver áreas onde vamos precisar de gastar dinheiro no próximo ano se não podermos dizer que estamos a caminhar de forma constante e com praticamente um acordo de transição”, afirmou o ministro do Tesouro britânico. “Não acredito que o Reino Unido deva fazer despesas potencialmente inúteis até ao último momento. Precisamos estar preparados. Não vamos gastar antes de ser necessário”.

Philip Hammond reafirma que é importante que o Reino Unido se prepare para a possibilidade de as negociações do Brexit terminarem com “uma rutura mal-intencionada”. O ministro britânico acusa a União Europeia de “falta de cooperação” nas negociações, alertando que isso pode levar a um “afastamento dos interesses económicos britânicos”.

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, continua a dar preferência a um ‘Soft Brexit’ para conseguir assegurar um acordo comercial que seja benéfico para ambas as partes, mas tudo dependerá do avançar das negociações com a União Europeia. A maratona de discussões deve estar concluída até 29 de março de 2019.

[jornaleconomico.sapo.pt]

Deixe uma resposta