Desporto

Cristiano Ronaldo bisa e a crise do Real só se vê em Espanha

Venceram na Alemanha o Dortmund por 3-1. Quaresma e Besiktas voltaram a ganhar

A crise do Real Madrid não ultrapassa fronteiras. Se no campeonato as coisas não têm corrido bem a Cristiano Ronaldo e companhia, na Liga dos Campeões a conversa é outra. Ontem, em Dortmund, os merengues provaram a razão de serem os atuais bicampeões europeus, com Cristiano Ronaldo a fazer mais uma vez o gosto ao pé, no seu jogo 400 pelo Real.
Sobre brasas devido ao mau início de campeonato, o Real Madrid tinha ontem o primeiro grande teste na liga milionária. Após o triunfo sobre o APOEL, em casa, na primeira jornada, a tarefa parecia mais árdua com a deslocação à Alemanha.

As coisas, contudo, desde cedo se começaram a compor para a equipa de Zidane, com um golo de Gareth Bale logo aos 18 minutos. Mas já antes tanto Carvajal como Cristiano Ronaldo tinham tido oportunidades para adiantar o Real Madrid no marcador.
Os merengues dominaram sempre o jogo, dando poucas hipóteses ao Dortmund (sem Raphael Guerreiro, lesionado), mas só aos 50″ fizeram o segundo golo, com Ronaldo a surgir mais rápido, na pequena área, a um cruzamento de Bale.

Era um golo que dava mais alguma tranquilidade à formação de Zidane, mas Aubameyang tentou devolver emoção à partida quando reduziu, quatro minutos volvidos. Tentou, mas a verdade é que os germânicos raramente incomodaram mais Keylor Navas e menos o fizeram desde que Cristiano Ronaldo bisou, aos 79″, matando por completo o encontro.

Bernardo “bate” Paulo Fonseca
Num jogo entre portugueses, ontem, Bernardo Silva saiu a ganhar sobre Paulo Fonseca, com o seu Manchester City a vencer o Shakthar Donetsk por 2-0.
Mesmo com o internacional português a entrar apenas a cinco minutos do fim, os ingleses, treinados por Pep Guardiola, conseguiram bater o campeão ucraniano. De Bruyne fez o primeiro golo do encontro, já no segundo tempo, aos 48″, ainda antes de Sergio Aguero ter falhado uma grande penalidade, aos 72″. Sterling, contudo, haveria de fixar o resultado em 2-0 perto do fim.
No grupo do FC Porto, destaque para a importante vitória do Besiktas sobre o Leipzig, por 2-0. Num jogo que colocou também jogadores portugueses frente-a-frente os portugueses, Quaresma e Pepe contra Bruma, foram os primeiros que saíram a ganhar. Quaresma teve mesmo interferência direta no resultado, ao assistir de trivela Talisca no lance do segundo golo, antes do jogo ficar interrompido alguns minutos, por falta de luz.

Destaque também para o jogo 100 do português Nuno Morais nas competições europeias. Um número redondo, mas ainda assim num encontro para esquecer. O seu APOEL caiu, em casa, aos pés do Tottenham, com Harry Kane a fazer os três golos da vitória.

[dn.pt]

Deixe uma resposta