Ensino País

Livro da Porto Editora para “Meninas” e “Rapazes” envolto em polémica

Livro infantil da Porto Editora acusado de sexismo já mereceu reação da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.

Os livros ‘Bloco de Atividades’ para meninos e meninas lançado pela Porto Editora, indicado para crianças dos quatro aos seis anos, está a ser alvo de várias críticas por causa da divisão por género – atribuindo uma cor aos meninos e outra às meninas – e das diferenças nos exercícios apresentados.

A denúncia surgiu, pela primeira vez, no perfil de Facebook da associação feminista Capazes, onde é inclusive dado o exemplo de um exercício onde o grau de dificuldade é claramente maior para os meninos, estabelecendo uma diferença entre os dois sexos.

“Para as mentes brilhantes que o pensaram, meninas e meninos não podem realizar as mesmas atividades e para abrilhantar a coisa, as tarefas das meninas envolvem princesas à procura de coroas em labirintos básicos… já as dos meninos convocam marinheiros à procura de barcos em labirintos mais complexos. Tudo devidamente classificado com Azul e Cor-de-Rosa para que não exista qualquer confusão de género”, escrevem as Capazes na legenda das imagens.

Vários terão sido os leitores, pais e educadores a fazer a denúncia junto da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, que esta tarde emitiu um esclarecimento pela mesma via, no seu perfil de Facebook, onde garantem estar a “analisar as referidas publicações, para agir em conformidade”.

[POR ANABELA DE SOUSA DANTAS]

Deixe uma resposta