Desporto

Águias de volta ao topo e um Feirense histórico e… quase condenado

Benfica venceu o Feirense por 4-1 este domingo e recuperou o 1.º lugar do campeonato. Um triunfo que atirou (praticamente) a equipa de Filipe Martins para o segundo escalão do futebol português.

Houve de tudo em Santa Maria da Feira. Muitos golos, emoção ao rubro, lances polémicos e um vencedor já esperado. O Benfica venceu o Feirense por 4-1 e recuperou o 1.º lugar da I Liga. Já a equipa de Filipe Martins vê a descida de divisão cada vez mais perto.

Início forte e convicto dos fogaceiros

Era crucial entrar bem para o Feirense. Consciente disto, a equipa de Filipe Martins não podia ter executado melhor a estratégia para o início de jogo. Logo aos 10 minutos, Sturgeon marcou para os fogaceiros e deixou todos os adeptos encarnados de boca aberta. Afinal de contas, o Feirense já não vencia desde a 2.ª jornada e estava a ganhar ao minuto 10.

Um início que teve tanto de surpreendente como de merecido. O Feirense entrou bem, olhou o Benfica nos olhos e mereceu estar em vantagem. Depois, os encarnados fizeram uso da sua valia e começaram a encostar a equipa da casa às cordas, mas um lance aos 20 minutos podia ter mudado tudo.

Livre de Tiago Silva e Odysseas é batido pela segunda vez. Contudo, o golo foi anulado alegadamente por não ter existido nenhum toque antes da bola ter tranposto a linha. Choveram críticas e reclamações da equipa do Feirense, mas João Pinheiro já tinha tomado a decisão. O golo não seria validado.

Lances duvidosos dificultaram vida a João Pinheiro

Mas o golo invalidado ao Feirense não foi o único difícil de ajuizar. Aos 37 minutos, Pizzi caiu na área da equipa da casa e o árbitro da partida foi rever o lance ao VAR. João Pinheiro entendeu que existiu um toque de Aly Ghazal no camisola 21 das águias e marcou uma grande penalidade que se traduziu no empate para o Benfica.

Já aos 43 minutos, João Félix fez também ele balançar as redes de Caio Secco, após um cruzamento de Grimaldo. Um grande movimento do jovem avançado do Benfica que terminou… anulado. João Pinheiro assinalou fora-de-jogo a Félix e não validou o tento que seria o 2-1 para o Benfica. Não marcou João Félix, marcou André Almeida, que acabou por colocar os encarnados em vantagem ainda antes do intervalo.

Seferovic carimbou triunfo e ultrapassou… Feirense na lista dos melhores marcadores

No início do segundo tempo, o avançado suíço aplicou um verdadeiro ‘murro no estômago’ à formação da casa. Aos 49 minutos, o guarda-redes do Feirense saiu em falso e Seferovic aproveitou para ampliar a vantagem do Benfica.

Feitas as contas foram três golos em cerca de 10 minutos para os encarnados. Depois disso, a reação dos fogaceiros foi praticamente inexistente. De um momento para o outro, a equipa que necessitava urgentemente de ganhar, viu-se sem forças para contrariar o poderio do Benfica.

Antes do final, Seferovic voltou a fazer aquilo que tinha feito a abrir o segundo tempo. Mais um golo do suíço, o 18.º da sua conta pessoal no campeonato. E é aqui que surge um facto curioso. É que foi precisamente frente ao Feirense que Seferovic ultrapassou o número de golos marcados pela formação de Santa Maria da Feira na I Liga. O suíço apontou 18 e os fogaceiros 17.

Um registo que é uma demonstração clara da fraca campanha que o Feirense fez até aqui no campeonato, onde não vence desde a 2.ª jornada. Além disto, conseguiu igualar o pior registo de sempre na I Liga: são já 26 jogos consecutivos sem ganhar. A sentença está praticamente dada…

As contas do título e da descida

Tivemos duas equipas em pólos opostos a enfrentarem-se. O Benfica luta pelo título, o Feirense luta para não descer. Quanto às águias somam agora 69 pontos, os mesmos que o FC Porto. No entanto, pela vantagem no confronto direto, os encarnados encontram-se no 1.º lugar, numa altura em que estão mais 18 pontos em disputa.

Pontos esses que já parecem curtos para o Feirense se manter no principal escalão do futebol português. Para evitar a descida, os fogaceiros precisam de ultrapassar o Nacional, a equipa que neste momento se encontra acima da linha de água… com mais 12 pontos que o Feirense.

Deixe uma resposta