Mundo

Milhares de alunos nas ruas de Berlim pedem acção contra alterações climáticas

Milhares de estudantes foram hoje para a rua na capital alemã para exigir ação contra as alterações climáticas, seguindo um desafio lançado por uma estudante sueca de 16 anos que deverá estar hoje em Berlim.

Greta Thunberg, que impulsionou greves às aulas, inspirando alunos em vários países – incluindo Portugal – a faltar para chamar a atenção para a necessidade de combater as alterações climáticas, deverá encontrar-se com cientistas que estudam o impacto do aquecimento global.

A chanceler alemã, Angela Merkel, considerou que o protesto, que passará pela zona onde se situam os serviços do Governo, é “uma iniciativa muito boa”.

“Vamos continuar a faltar às aulas todas as sextas-feiras porque não podemos continuar assim. É preciso puxar o travão de emergência”, afirmou Franziska Wessel, uma das organizadoras das “Sextas-feiras pelo Futuro”.

De acordo com a polícia de Berlim, há cerca de 15 mil manifestantes na rua.

No passado dia 15, centenas de milhares de alunos de todo o mundo, desde a Suécia ao Uganda, totalizando 112 países, saíram à rua para se juntarem ao movimento mundial “greve pelo clima” em protesto contra a inação dos governos no combate ao aquecimento global.

Os jovens foram inspirados pela jovem ativista Greta Thunberg, que há um ano iniciou um protesto em frente ao parlamento sueco para exigir aos decisores políticos medidas concretas para a questão climática.

Deixe uma resposta