Desporto

Águia vive noite trágica e entra em 2019 com dois ‘tiros’ na própria asa

Rúben Dias e Jardel foram os rostos da infelicidade e falta de inspiração do Benfica, que saiu de Portimão com uma derrota construída com autogolos dos dois centrais.

O ano começou de forma trágica para o Benfica. No Algarve, as águias viveram uma noite de pesadelo e saíram derrotadas, por 2-0, pelo Portimonense, num jogo de infelicidade, azar e uma incapacidade tremenda para impor o seu futebol e criar reais oportunidades de golo.

Rui Vitória tinha prometido e cumpriu. Os encarnados entraram na máxima força, com os regressados Vlachodimos, Grimaldo e Jonas, mas foram os algarvios a demonstrar sempre maior confiança, determinação e, sobretudo, qualidade de jogo. Logo aos 12′ minutos, Manafá fez jus à tremenda velocidade que é já uma espécie de ‘cartão’ de visita, ultrapassou Zivkovic e cruzou para o primeiro poste, onde surgiu Rúben Dias, de carrinho, a desviar para a própria baliza.

Era o primeiro sinal de azar para o clube da Luz, que nunca conseguiu criar verdadeiras ocasiões de golo no primeiro tempo. Os únicos lances que mais se assemelharam a isso foram protagonizados por Jonas, que, com classe, tirou um adversário da frente e testou a atenção de Ricardo Ferreira (18′) e Jardel, que, com um desvio subtil, permitiu ao guarda-redes algarvio uma intervenção fácil (26′).

Curiosamente seria mesmo o capitão a marcar mas… novamente na baliza errada. Depois de Rúben Dias, o brasileiro também errou de forma clamorosa. Nakajima, que foi um ‘quebra-cabeças’ para a formação benfiquista, lançou Jackson Martínez e o colombiano, depois de passar a bola por cima de Vlachodimos, viu Jardel, com uma abordagem incrível ao lance, cabecear a bola para o fundo das redes.

Rui Vitória mostrava-se incrédulo no banco de suplentes e ao intervalo promoveu duas alterações, com as entradas de Salvio e Seferovic para os lugares de Cervi e Gedson. O Benfica melhorou, impôs maior velocidade ao seu jogo e as oportunidades surgiram. Aos 54′, Pizzi desmarcou Grimaldo e o lateral espanhol só não reduziu a desvantagem porque a bola desviou num defesa algarvio.

Contudo, esta maior preponderância ofensiva descurou o setor recuado e o Portimonense aproveitou para ameaçar o terceiro, algo que só não aconteceu porque Vlachodimos, com duas belas defesas, negou a golo a Manafá, aos 55′, e a Paulinho, aos 67′. Se a vida já estava muito complicada para o Benfica, mais ficou após o minuto 71′, altura em que Ricardo Ferreira chocou com Jonas. O árbitro Manuel Mota foi rever as imagens e decidiu mostrar o cartão vermelho direto ao avançado brasileiro.

Até ao final, Vlachodimos ainda negou de novo o golo à equipa de António Folha, que acabou por entrar no novo ano com um feito notável: Foi a primeira vez que venceu o Benfica. A contestação e os lenços brancos subiram de tom à saída da equipa encarnada para os balneários…

Confira o direto do jogo:

FINAL DA PARTIDA

90+4: Vlachodimos volta a evitar o terceiro.

90:00 – Vão jogar-se mais 5′ minutos em Portimão.

89:00 – Substituição no Portimonense. Sai Nakajima e entra Wellington.

80:00 – Última alteração no Benfica. Sai André Almeida e entra João Félix.

79:00 – Jackson Martínez vê o cartão amarelo.

76:00 – Substituição no Portimonense. Sai Paulinho e entra Lucas Fernandes.

74:00 – Canto para o Portimonense.

71:00 – Manuel Mota vê as imagens do lance e mostra o cartão vermelho direto a Jonas. Vida ainda mais complicada para o Benfica.

69:00 – Jogo parado para assistência a Ricardo Ferreira. O guarda-redes do Portimonense chocou com Jonas e está em dificuldades.

67:00 – QUE DEFESA DE VLACHODIMOS! Belo remate de Paulinho e o guarda-redes grego a evitar uma vez mais o 3-0.

65:00 – Remate por cima de André Almeida.

64:00 – Canto para o Benfica.

62:00 – Jonas também é admoestado.

62:00 – Paulinho vê o cartão amarelo, após confusão com alguns jogadores do Benfica.

58:00 – O árbitro manda seguir…

58:00 – Mais um canto para os encarnados. Manuel Mota espera pelo VAR para saber se há ou não situação de penálti.

57:00 – Novo canto para as águias.

55:00 – QUE OPORTUNIDADE PARA O PORTIMONENSE! Grande ‘cavalgada’ de Manafá pelo lado direito e valeu Vlachodimos ao Benfica. Bela defesa do guarda-redes dos encarnados a evitar o 3-0.

54:00 – Canto para o Benfica.

54:00 – QUASE O GOLO DO BENFICA! Grande passe de Pizzi a desmarcar Grimaldo e a bola desvia num defesa do Portimonense.

49:00 – Primeira ocasião de golo da segunda parte, com Dener a obrigar Vlachodimos a boa defesa.

47:00 – Canto para o Benfica.

45:00 – Rui Vitória promove duas alterações ao intervalo. Entram Seferovic e Salvio para os lugares de Cervi e Gedson.

COMEÇOU A SEGUNDA PARTE

INTERVALO

45:00 – Remate de Grimaldo e Jackson cede canto.

44:00 – Livre para o Benfica. Zivkovic vai bater.

38:00 – GOLOOOOOOOOOO DO PORTIMONENSE! Impressionante como Jardel também faz autogolo! Passe de Nakajima, Jackson Martínez consegue passar a bola por cima de Vlachodimos e o capitão dos encarnados, de forma incrível, aborda mal o lance e coloca a bola no fundo da baliza das águias.

37:00 – Salvio, Krovinovic e Seferovic já aquecem nos encarnados.

36:00 – Jonas atira por cima da baliza algarvia. Passou o perigo para o Portimonense…

34:00 – Livre perigoso para o Benfica.

29:00 – Grande jogada de André Almeida, mas o Benfica continua com pouca presença na área. Só Jonas estava em situação de finalização…

28:00 – Canto para o Portimonense.

26:00 – QUE OPORTUNIDADE PARA O BENFICA! Grande cruzamento de Zivkovic e Jardel, no coração da área, a desviar para defesa de Ricardo Ferreira.

21:00 – Franco Cervi vê o cartão amarelo por falta sobre Ewerton.

20:00 – Mais um canto para o Benfica.

19:00 – Grande passe de Paulinho e Jackson Martínez, de cabeça, testa a atenção de Vlachodimos. Está difícil o jogo para o Benfica…

18:00 – Resposta do Benfica, com Jonas a atirar para defesa segura de Ricardo Ferreira. Bom trabalho individual do ‘Pistolas’.

15:00 – Rui Vitória ‘puxa’ pela equipa a partir do banco.

12:00 – GOLOOOOOOOO DO PORTIMONENSE! Autogolo de Rúben Dias! Jogada de Manafá pelo lado esquerdo, o central do Benfica tenta o corte e ‘trai’ Vlachodimos. A equipa de António Folha está na frente do marcador!

09:00 – Primeiro canto da partida e é para o Benfica.

04:00 – Primeiros minutos com algumas ‘pinceladas’ de arte de dois artista, Jonas, do lado do Benfica, e Nikajima, no Portimonense, mas ainda sem ocasiões de golos.

COMEÇOU A PARTIDA

Onze do Benfica: Vlachodimos; André Almeida, Jardel, Rúben Dias e Grimaldo; Fejsa, Pizzi e Gedson, Cervi, Zivkovic e Jonas.

Onze do Portimonense: Ricardo Ferreira; Vítor Tormena, Rúben Fernandes, Jadson e Manafá; Pedro Sá, Ewerton e Dener; Paulinho, Nakajima e Jackson Martínez.

[NAM]

Deixe uma resposta