Comunidade

Gütersloh viveu portugalidade

 A Associação Portuguesa de Gütersloh representou Portugal no passado dia 1 de maio nesta cidade alemã, no âmbito das comemorações das “Europawochen 2018“ (as “Semanas Europeias”).

As comemorações deste dia tiveram início cerca das 10 horas e terminaram pelas 19 horas e 30 minutos locais. Este dia começou com um passeio de bicicleta, cujo ponto de partida e de chegada foram as instalações da Associação Portuguesa de Gütersloh. Segundo Anabela M. Lopes, presidente desta associação, a adesão das pessoas é enorme. Assim, afirmou haver “cada vez mais sócios e pessoas de diversas nacionalidades que vêm festejar connosco e demonstram o seu encanto por Portugal. É com muito gosto que vemos tantos portugueses e alemães a celebrar este dia, que tem vindo a ter um público cada vez mais maior, desde que o organizámos no âmbito do mundial de futebol de 2006.”

A partir das 13 horas, os presentes puderam degustar dos grelhados típicos portugueses, entre os quais as tão portuguesas sardinhas, bem como saladas, bifanas, caldo verde e bolos, entre outros. Este dia contou ainda com a presença do Grupo Musical “Segura-te” e com a atução do “Grupo Folclórico Danças e Cantares das Lavradeiras de Gütersloh”. Este rancho esteve parado durante 4 anos para tristeza de muitos. No entanto, Gaspar Pereira, presidente da assembleia da Associação Portuguesa de Gütersloh conseguiu unir as pessoas para que o rancho voltasse a atuar.

Gaspar Pereira quis satisfazer a vontade de sua filha, que tanto queria dançar no rancho e que se sentia triste por não o poder fazer, bem como aceder aos muitos pedidos de pessoas que sentiam a falta deste rancho. Foi assim que, em janeiro, conseguiu reunir de novo a família que este rancho representa para si. Assim afirmou: “é a nossa cultura e para nós é muito importante podermos mostrá-la fora de Portugal. Por isso ensaiamos semanalmente desde janeiro e tivemos hoje aqui, no dia 1 de maio, a nossa primeira atuação.”

Com cerca de 30 membros, com idades compreendidas entre os 13 até aos 61 anos, o “Grupo Folclórico Danças e Cantares das Lavradeiras de Gütersloh” já tem diversas atuações agendadas.

A presidente da Associação Portuguesa de Gütersloh, Anabela M. Lopes, que é presidente da mesma pela terceira vez, reconhece que é “o amor a Portugal, aos nossos costumes e à nossa cultura que fazem com que tenha voltado a ter encontrado a coragem para reassumir esta direção.
Uma vez que muitos sócios tinham desistido, “o objetivo é tentar dinamizar a associação para que mais pessoas frequentem a mesma e colaborem na realização de diversas atividades.”

A Associação Portuguesa de Gütersloh existe desde 1971 e encontra-se aberta aos sábados das 15h às 22 horas, aos domingos e feriados das 15h às 20 horas e fica grata pela sua visita.

Fica desde já o convite para o dia 2 de junho de 2018, pelas 20 horas para o “Baile da Pinha” que terá o acompanhamento musical do grupo “Som Novo” e irá realizar-se na “Bauernhaus Spexard”, na Lukasstr. 14, 33332 Gütersloh.

O Correio Luso aproveita a oportunidade para congratular todos aqueles que dão do seu tempo para levar um pouco de Portugal até todos nós. Bem-hajam!

[Mirele Costa]

Deixe uma resposta