Desporto

Insulto a Capela valeu expulsão a Murilo no final do Tondela-Sporting

“És uma vergonha, hijo de p…”, disse o avançado ao árbitro, segundo aponta o mapa de castigos do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

O mapa de castigos esta terça-feira publicado pelo Conselho de Disciplina revela que a decisão de João Capela em expulsar Murilo já depois do apito final do polémico Tondela-Sporting se deveu a palavras dirigidas pelo jogador ao árbitro.

O documento sublinha que o cartão vermelho mostrado ao avançado brasileiro foi motivado por “injúrias e ofensas à reputação”, já que.

“O agente, após o apito final, dirigiu-se ao árbitro e disse: ‘És uma vergonha, hijo de p…’”, pode ler-se na nota, que acrescenta que o jogador foi multado em 1 148 euros.

Além disso, Sporting e Tondela terão de pagar uma coima no valor de 306 euros por “atraso no reinício do jogo”, uma vez que a segunda parte deste “teve o seu início três minutos mais tarde” sem que qualquer das equipas apresentasse qualquer justificação.

A partida, recorde-se, terminou com um triunfo leonino por 2-1, fruto de um golo de Sebastián Coates aos 90+8 minutos, o que gerou a revolta por parte do conjunto beirão.

[CARLOS PEREIRA FERNANDES]

Deixe uma resposta