Desporto

O brilho do ‘mordomo’, o médio goleador e a aposta… no futuro

Alex Telles voltou a destacar-se no capítulo das assistências, Sérgio Oliveira marcou pelo terceiro jogo seguido na liga e Diogo Dalot fez a estreia absoluta no campeonato.

Atitude, bom futebol e… (muitos ) golos. Assim se resume, muito brevemente, a exibição do FC Porto na receção ao Rio Ave. Sérgio Conceição pediu uma resposta convincente e rápida ao desaire europeu aos pés do Liverpool e a equipa interpretou as palavras do técnico na perfeição. Os dragões regressaram aos triunfos, golearam (5-0) e reassumiram a liderança isolada do campeonato, ultrapassando o Benfica que na véspera também tinha imposto uma pesada derrota (4-0) ao Boavista.

Se Soares voltou a provar que o ataque azul e branco está muito bem entregue na ausência de Aboubakar, este jogo evidenciou uma vez mais o ‘mordomo’ que esta temporada tem estado inúmeras vezes na origem dos golos portistas.Sólido no processo defensivo e eficiente no auxílio ao ataque, Alex Telles voltou a ser decisivo no capítulo das assistências. Aos 22′ minutos, o brasileiro cobrou o canto que deu o primeiro golo de Soares, na altura o 2-0, e aos 72′, novamente de bola parada, mas agora num livre, colocou a bola na cabeça de Marega e o maliano assinou o 4-0.

Dois passes para golo do lateral-esquerdo que assim escreveu o seu nome no livro dos destaques desta edição da Liga Portuguesa. Num dia em que recebeu o prémio de melhor defesa do mês na Liga, Alex Telles reforçou o estatuto de líder da tabela de jogadores com mais assistências no campeonato, com 11, e ultrapassou o registo (10) que na temporada passada permitiu a Gelson Martins arrecadar essa distinção. Tendo em conta que ainda faltam 11 jornadas, o jogador do FC Porto poderá mesmo vir a fazer história.

Mas este encontro revelou ainda mais alguns fatores, no mínimo, interessantes. Um deles foi a capacidade dos dragões para, uma vez mais, conseguirem afastar os ‘fantasmas’ após resultados menos positivos. Anteriormente, os comandados de Sérgio Conceição também já reagido da melhor forma às derrotas (1-3) diante do Besiktas, para a Liga dos Campeões, vencendo (1-2) logo o jogo seguinte, curiosamente, frente ao Rio Ave, e aos pés do Leipzig (3-2), também na Champions, goleando (6-1) quatro dias depois o P. Ferreira.

Além disso, há ainda que destacar o facto deste triunfo azul e branco ter tido início nos pés de um homem que, jogo após jogo, tem vindo a subir de produção e a ‘reclamar’ um papel de maior destaque na equipa. Sérgio Oliveira marcou pelo terceiro encontro consecutivo para o campeonato e reforçou a sua presença na lista de candidatos à convocatória de Fernando Santos para o Mundial da Rússia.

Por fim, nota ainda para a estreia absoluta no campeonato daquele que é uma das maiores promessas da formação do FC Porto. Perante a ausência de Ricardo Pereira, devido a uma micro-rotura muscular, Sérgio Conceição convocou uma vez mais Diogo Dalot, levou o jovem lateral-direito para o banco e lançou-o mesmo, aos 74′ minutos, para o lugar de Alex Telles. Uma prova de confiança dada a um jogador que, aos 18 anos, está já no radar de alguns dos ‘tubarões’ europeus.

[FÁBIO AGUIAR]

Deixe uma resposta