Desporto

Arte argentina vale à águia uma noite na liderança

Franco Cervi bisou e vestiu a pele de herói no triunfo do Benfica em Portimão, por 3-1.

Depois da goleada na última ronda frente ao Rio Ave, o Benfica passou no duro teste algarvio e venceu o Portimonense por 3-1. Franco Cervi acabou por ser a figura do encontro, apontando os dois golos, que valeram aos tetracampeões nacionais uma noite na liderança do campeonato.

Com Rafa no lugar do lesionado Salvio e Zivkovic de novo a formar o trio de meio-campo com Fejsa e Pizzi, os encarnados entraram pressionantes e cedo chegaram à vantagem. Logo aos cinco minutos, numa boa jogada atacante iniciada no lado esquerdo, Rafa surgiu no interior da área, tentou rodar, mas a bola sobrou para Franco Cervi que, de pé esquerdo, disparou um míssil para o fundo da baliza de Ricardo Ferreira.

Um arranque a todo o gás que permitiu ao Benfica obter maior tranquilidade nos processos. Ainda antes da meia hora, André Almeida ‘sacou’ um coelho da cartola, passou por dois adversários e ofereceu o golo a Jonas, que não conseguiu o desvio. No entanto, Zivkovic surgiu nas costas do brasileiro, atirou para a baliza deserta, mas, num ápice, apareceu Hackman a cortar a bola quase em cima da linha.

Nos últimos 10 minutos do primeiros tempo o Portimonense tentou reagir e, pela primeira vez, chegou à baliza de Bruno Varela. Ewerton tentou o empate, mas o guardião benfiquista estava atento.Depois do intervalo, os comandados de Vítor Oliveira agudizaram ainda mais essa vontade de chegar à igualdade e logo nos instantes iniciais estiveram perto de o conseguir. Estava dado o aviso para o que viria a suceder aos 65 minutos, altura em que na sequência de um canto, Felipe Macedo surgiu ao primeiro poste, subiu mais alto que toda a defesa encarnada e, com um belo cabeceamento, restabeleceu a igualdade para o Portimonense, ‘gelando’ (ainda mais) os adeptos encarnados.

Contudo, as águias não se mostraram afetadas pelo ‘golpe’ do brasileiro e foram à procura da vitória. Já quando Seferovic se preparava para entrar, Portimão voltou a assistir a uma verdadeira obra de arte argentina. Num livre direto cobrado de forma irrepreensível, Cervi recolocou o Benfica na frente e obrigou Rui Vitória fazer… marcha atrás. O avançado suíço já não foi lançado, entrou, sim, Samaris para tentar ajudara segurar a vantagem. Estratégia que resultou na plenitude, até porque no último lance da partida Zivkovic viu premiada a boa exibição e fixou o resultado em 3-1, que permitiu ao Benfica assumir o 1.º lugar do campeonato, à condição, uma vez que FC Porto e Sporting só entram em campo este domingo.

Tal como o Desporto ao Minuto adiantou atempadamente, Rafa é o titular desta noite. Fique com o onze inicial do Benfica: Varela; André Almeida, Rúben Dias, Jardel e Grimaldo; Zivkovic, Fejsa e Pizzi; Rafa, Cervi e Jonas.

Onze do Portimonense: Ricardo Ferreira; Hackman, Possignolo, Felipe e Rúben Fernandes; Dener, Ewerton e Pedro Sá; Nakajima, Fabrício e Tabata.

[NAM, Fábio Aguiar]

Deixe uma resposta