Economia

Mário Centeno eleito presidente do Eurogrupo

O ministro das Finanças português foi eleito presidente do Eurogrupo à segunda volta.

O candidato português ao Eurogrupo, Mário Centeno, não conseguiu a vitória à primeira volta, mas venceu as eleições à segunda volta, anunciou o Conselho da União Europeia.

Depois da primeira volta, os trabalhos sofreram uma pausa para contactos, para que se elegesse a sucessão de Jeroen Dijsselbloem.

De acordo com as regras do Eurogrupo, realizar-se-iam quantas voltas fossem necessárias até um dos candidatos alcançar uma maioria simples, ou seja, pelo menos 10 votos entre os 19 membros da área do euro, o que não sucedeu na primeira volta, cujos resultados não são conhecidos publicamente.

Os serviços do Conselho já haviam explicado que se nenhum dos candidatos recolhesse pelo menos 10 dos 19 votos dos membros do Eurogrupo no final da primeira volta da votação, cada candidato seria “informado individualmente do número de votos que ele/ela recebeu”, e teriam então “a oportunidade de retirar a sua candidatura”, o que sucedeu então com a ministra letã Dana Ozola, que já à partida era apontada como uma candidata com frágeis possibilidades de se impor.

[Lusa]

Deixe uma resposta